Dia 73 — Mordaça

1/ O ministério do Meio Ambiente proibiu o Ibama de falar com a imprensa. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente explicou que foi orientado a repassar todas as demandas de imprensa para o Ministério, onde o militar Pallemberg Pinto centraliza os pedidos. O chefe de comunicação do Ibama foi exonerado nessa quarta-feira por resistir à ordem. A mesma restrição também foi aplicada ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, que teve sua conta no Twitter paralisada logo depois do ministro Ricardo Salles ter desdenhado publicamente o ativista ambiental homenageado no nome do instituto. (Estadão / R7)

2/ Em derrota para a Lava-Jato, STF decide que a Justiça Eleitoral deve julgar crimes associados a caixa 2. Por seis votos a cinco, ficou decidido que mesmo crimes comuns podem ser julgados pela Justiça Eleitoral, desde que tenham sido cometidos de forma conectada às eleições, como é o caso do crime de corrupção conhecido como caixa 2. Para o procurador Deltan Dallagnol essa decisão pode representar “o fim da Lava-Jato”, já que na visão dele a Justiça Eleitoral não tem a estrutura necessária para lidar com processos complexos. (Correio / R7)

Redação