Dia 62 — Contribuição Sindical

1/ Em meio à folia do Carnaval, o governo criou regras para dificultar a vida dos sindicatos. Desde a reforma trabalhista do governo Temer a contribuição sindical deixou de ser obrigatória, cortando a verba dos sindicatos em cerca de 80%. A nova medida provisória assinada por Jair Bolsonaro e Paulo Guedes aperta ainda mais o cerco, exigindo que a autorização para a cobrança seja “individual e por escrito” e que o pagamento seja feito exclusivamente por boleto bancário. Ela também proíbe que até mesmo as negociações coletivas de uma categoria restaurem a obrigatoriedade da contribuição ou estabeleçam outra forma de pagamento. A MP deve ser aprovada pelo Congresso em até 120 dias ou deixará de valer. A Força Sindical anunciou que irá questionar a medida no STF. (Folha / Veja)

Redação