Dia 4 — Deterioração da Segurança

1/ Sérgio Moro autorizou o envio de tropas federais para o Ceará, que enfrenta ataques de facções criminosas. O ex-juiz reverteu sua decisão de que as tropas só seriam enviadas em caso de “deterioração” da segurança, e despachou cerca de 300 homens e 30 viaturas da Força Nacional a se somar aos agentes já no estado. Os ataques são uma represália às declarações do novo secretário de administração penitenciária do Ceará, que anunciou que os presos não seriam mais separados de acordo com a organização criminosa a qual pertencem. (R7 / UOL / G1)

2/ Bolsonaro anunciou redução no Imposto de Renda para grandes salários. Segundo o presidente, a maior alíquota do IR cairia de 27,5% para 25%. A declaração contraria o discurso do secretário da Receita Federal, Marcos Cintra, que defendeu a criação de alíquotas adicionais para rendas mais altas. O presidente não mencionou a promessa de campanha de isentar do imposto pessoas que recebem até cinco salários mínimos. No mesmo pronunciamento, Bolsonaro anunciou que haveria um aumento no IOF, mas foi desmentido pelo chefe da Receita: “Deve ter sido alguma confusão”. O chefe da Casa Civil confirmou o engano. (Veja / R7 / O Globo)

Redação